Publicidade

terça-feira, 24 de novembro de 2009

O poeta não morreu! - por Raul Franco

"O poeta está vivo / Com seus moinhos de vento / A impulsionar
A grande roda da história..." (Frejat / Dulce Quental)



Hoje foi um dia bem louco!

Diria: inesquecível!

Simplesmente por eu ter sido acordado ao meio dia pelo meu sobrinho assustado, com sua mãe ao telefone, dizendo que o meu pai havia morrido.

Quer maneira mais doce para ser acordado?

Curiosidade: eu havia sonhado com meu pai a noite toda.


Levantei e tentei falar com minha irmã que já não estava na linha.

Fui ligar o computador para saber notícias. Eu, sinceramente, não havia processado a mensagem. E é difícil se crer rápido nas coisas quando o assunto é morte. Até hoje o povo não acredita que Elvis, Michael Jackson e Jim Morrison estão vivos, porque eu não acreditaria que meu pai também não estaria?


O que sei é que minha agonia durou uns 5, 10 minutos. Logo depois minha irmã me ligou, dizendo que tudo não passava de um mal entendido. Foi apenas outra pessoa do mesmo nome que meu pai que havia falecido – Ronaldo Silva Franco, de 50 anos (abaixo segue uma matéria). Detalhe: o cara ainda morava – acho – no mesmo prédio do meu pai. Ufa, que alívio por não ser o meu pai. E uma pena por ter sido esse rapaz de 50 anos que, ao que tudo indica, matou-se.


Sei que isso tudo parece uma piada. Mas não é. Essa história seria digna de um folhetim das 8, porém, foi algo bem real. Minha irmã ficou aos prantos no trabalho. Eu tive pouco tempo para me desesperar. Logo me aliviei ao saber que meu pai está bem vivo. E o mais louco foi que as pessoas postaram e repostaram essa notícia no Twitter. Ainda bem que não li isso na hora em que deram a notícia. Acho que ficaria bem assustado.


Uma das minhas preocupações é justamente com a saúde dos meus pais e das pessoas da minha família. Meus avós tem passado por dificuldades e sei que se essa notícia de hoje fosse realmente verdade seria um baque enorme no meu dia e, obviamente, na minha vida. Só posso dizer mais uma vez: Obrigado, meu Deus, por me poupar dessa dor por agora. Os ombros estão pequenos para aguentar mais uma cruz desse tamanho.


E viva Ronaldo Franco! O poeta que não morreu! O meu pai!


Esclarecimento da não-morte de Ronaldo Franco:


http://bitacora.pedrox.com.br/?p=1051




8 comentários:

Alzira disse...

Menino... Fui deixar um recadinho pro seu pai no orkut e vejo sua mensagem/convite para ele vir aqui no seu blog. Então descubro que em 10 minutos , o Poetinha Ron morreu e renasceu(felizmente) pra vc e pra nós.
Não queria ter estado na sua pele... Fiquei impressionada com a coincidência dos fatos.
Deixo "Francamente" expresso meu desejo de vida longa ao Poeta.
Bjão pra vc.

SIL ESTEVES disse...

Viva Ronaldo Francoooooooooooooo!!!

Benny Franklin disse...

Graças! O Poeta vive...!

CARIMBLOG disse...

aca Raul ! ontem perguntaram aqui se o Ronaldo era meu pai ! Que locura !! Pô ainda bem que o amigo está aí sem problemas nenhum !

CARIMBLOG disse...

aca Raul ! ontem perguntaram aqui se o Ronaldo era meu pai ! Que locura !! Pô ainda bem que o amigo está aí sem problemas nenhum !

Maura disse...

Loucura, loucura! Que susto! Mas ainda bem que foi só isso o resultado disso tudo! Beijo

RAUL FRANCO disse...

Agora tá tudo bem! Graças a Deus!

ronaldo franco ( RF) disse...

Filho:
Ainda vou te amar por muito tempo...

Ronaldo Franco