Publicidade

quarta-feira, 20 de maio de 2009

Entrevista para Sur10

Entrevista que dei para esse site bem interessante!

sur10.net entrevista o ator Raul Franco

20/05/2009 por admin

Raul Franco no escuro fazendo carreta sorridente

Realizamos uma entrevista com o ator Raul Franco, famoso na TV e principalmente na Internet por suas pantomimas (mímicas) de interpretação de músicas populares.

Se você ainda não conhece o trabalho deste ator, veja agora mesmo o vídeo com legendas no youtube: http://www.youtube.com/watch?v=NYekTVwX-oo

Segue abaixo a entrevista.

sur10.net: Primeiramente gostaríamos de parabeniza-lo pelo seu trabalho e gostaríamos de saber como tudo isso começou e como está sua vida agora, com todo esse sucesso na internet?

Raul Franco: Tudo começou mesmo com Os Fanfarrões, a Cia que criei com o Mineirinho de Maceió em março de 2007. Começamos a produzir o nosso primeiro espetáculo e sabíamos que precisávamos de algum meio para fazermos uma divulgação. Até, então, eu ainda nem tinha usado o youtube, nem sabia muito bem como funcionava. E como estrearíamos em agosto de 2007, resolvemos postar coisas que atiçassem a curiosidade das pessoas acerca dos Fanfarrões. Tanto que nosso primeiro vídeo é uma coisa meio obscura, onde aparece um palhaço na escuridão, falando: “peça, peça, vem cá, peça”. E demos o nome de “chamada da peça”. E continuamos produzindo vídeos curiosos até nossa estréia. Mas tínhamos um certo receio de postar alguma cena completa da peça. Eu relutei um pouco. Até que o Mineirinho em outubro postou o quadro em que brinco com a canção Fico Assim Sem Você, dando o nome de Pantomima do Bochecha. A partir daí, quem não sabia nada da gente, passou a saber. Foi surpreendente ver a repercussão disso.

Raul junto do Gugu no programa Domingo legal

O mais legal foi ver o quanto um simples vídeo na Internet nos ajudou a abrir muitas portas. Fui parar no Domingo Legal, sendo apresentado como o ator responsável por um dos vídeos de maior sucesso na Internet no momento. E a agenda de shows dos Fanfarrões começou a ficar lotada. Fomos para Bahia, São Paulo, Alagoas, Pará e Curitiba, em função do sucesso dos nossos vídeos. E hoje nem acredito quando, por exemplo, o ator Nelson Freitas veio até mim e disse que era fã do meu vídeo. Assim como Raul Gazola e outros.

sur10.net: Você já realizou alguns trabalhos na TV, conta pra gente como foi essa história?

raul participando de amazonia com barba e camisa xadrez no meio de uma floresta

Raul Franco: Eu já trabalho como ator há muito tempo. Desde os 11 anos. Vim para o Rio de Janeiro em 1997. E tinha muita curiosidade em saber como era a gravação de programas de TV. E comecei timidamente, fazendo uma figuração em Mandacaru, na extinta Manchete. E posso dizer que foi traumático (risos). Porque me senti muito desrespeitado. O modo como se tratavam os figurantes era terrível. Como logo depois eu tirei o registro de ator, percebi que não dava pra ficar fazendo figuração. E corri atrás de melhores coisas. E fui fazer participações na TV Globo, começando timidamente também no Linha Direta.

raul faz figuração na novela beleza pura

Mas posso dizer que ali comecei a me familiarizar com a TV. Fiz 8 Linha Direta (risos). E depois fiz participações que guardo com muito carinho, como Turma do Didi, onde contracenei com Renato Aragão (o ídolo da minha infância), Amazônia, Diarista e Zorra Total. Mas, sem sombra de dúvida, posso dizer que estar no Domingo Legal em função do sucesso de um trabalho autoral meu é algo que não tem preço.

sur10.net: Você sente que a internet trouxe mais popularidade e reconhecimento que seu trabalho na televisão?

raul participando de a diarista em um fila para falar com o papai noel

Raul Franco: Disso não tenho dúvida nenhuma. O trabalho na TV acaba sendo passageiro. Com a Internet a relação é outra. Porque o vídeo está em sites, prolifera-se muito rápido, pode ser baixado. As pessoas armazenam em celurares, Ipod’s, MP4, etc. E isso pode mesmo virar uma febre. Está sempre “fresquinho”, ao alcance de um clique. E é um sucesso espontâneo. Tenho certeza que muita gente soube da minha existência pelo youtube (risos). E a existência dos Fanfarrões está intrinsecamente ligada a isso.

sur10.net: Um de seus vídeos, acreditamos que seja mais conhecido, chama-se “Karaoke para surdo e mudo” mas também é encontrado com o nome de “pantomima do bochecha”. Qual é o nome original do quadro e caso tenha mudado, por que mudou?

Raul Franco: É como eu falei anteriormente, o Mineirinho deu o nome de Pantomima do Bochecha, mas os internautas apelidaram assim, de Karaokê para surdo e mudo. Como já tem mais de 200 repostagens do mesmo vídeo, o mais frequente é você achar pelo segundo nome mesmo. Mas fico feliz quando alguém diz que nem sabia o que era pantomima até conhecer o vídeo.

vido da pantomima do bochecha no youtube

E fiz uma enquete para saber se mudaria o nome da comunidade no orkut de Pantomima do Bochecha para Karaokê para Surdo e Mudo e o resultado foi surpreendente, porque a maioria falou que era legal eu deixar Pantomima do Bochecha, pois se trata do nome original e as pessoas poderiam tomar conhecimento do que vem a ser pantomima – que nada mais é do que a arte objetiva da mímica (elas são parentes muito próximas, afinal, ambas fazem uso do gesto, do corpo para narrar histórias). Então, o que aconteceu foi isso. E tem gente que dá outros nomes também no youtube, como Mímica Genial, Teatro Fico Assim Sem Você, Teatro Mudo, etc. Mas o mais curioso e divertido que achei foi “Intérprete de libras inexperiente”. Caí na gargalhada.

sur10.net: Você já recebeu algum elogio ou reclamação de algum surdo, parente ou amigo de pessoas surdas?

Raul Franco: Olha, já soube que mostraram o vídeo para deficientes auditivos e que eles riram muito. Mas nunca ninguém veio a mim diretamente para comentar algo.

sur10.net: Qual é o seu contato e conhecimento sobre a cultura surda?

raul_p2

Raul Franco: Sempre prestei muita atenção na linguagem surda e muda. Acho interessante o modo de usar o corpo para se expressar, porque muitas vezes temos a facilidade da fala e esquecemos que um gesto pode representar muito. Acredito que por ser fã dos filmes de Charles Chaplin sempre tive esse olhar. E em função de terem apelidado esse vídeo assim, percebi que deveria me inteirar mais.

sur10.net: Já pensou em fazer vídeos realmente “para surdo e mudo”?
Aliás, sabia que os surdos ou deficientes auditivos não gostam do termo surdo-mudo?

Raul Franco: Nunca pensei não. Mas gostaria de fazer algo voltado para a mímica mesmo. Algo bem lúdico que todos pudessem entender. E fosse universal por causa disso. Porque sempre alguém comenta sobre as expressões que uso, os gestos que faço. E vi a força que isso tem e que torna o meu trabalho diferencial hoje em dia. E eu nada mais faço do que beber da fonte de Buster Keaton e Charles Chaplin – grandes expoentes dos filmes mudos. Ah, sim, sei que eles não gostam do termo surdo-mudo. Lembro até que no Domingo Legal eles não quiseram chamar de Karaokê para Surdo e Mudo, porque pensavam que poderia ser pejorativo ou politicamente incorreto. Mas espero mesmo que ninguém se ofenda com esse termo em relação ao karaokê, porque é uma brincadeira inofensiva e pueril mesmo, assim como a própria cena.

sur10.net: Alguma mensagem a acrescentar?

Raul Franco: Gostaria de dizer que foi uma boa surpresa vocês virem até mim. E achei legal o tipo de trabalho que vocês fazem. Vi o site e gostei bastante. Espero que vocês dêem prosseguimento a isso que estão realizando. E, é claro, dêem uma olhada na nova pantomima: A Pantomima dos Tribalistas.

4 comentários:

sol pereira disse...

Olá! Muito prazer em conhecê-lo, Sol

raul franco disse...

prazer meu!

beijos e sorte

diegoferrari disse...

Ae Raul, parabéns pela entrevista!
O Site sur10.net e muito legal mesmo rs rs.. quanta modéstia! = )

só faltou um link pro sur10.net aki no teu blog ;)

Abraços e mais uma vez, obrigado pela entrevista!!

RAUL FRANCO disse...

é mesmo, né? eu nem coloquei o link para o site! vou pôr logo, logo!

abraços e SORTE

raul franco