Publicidade

segunda-feira, 6 de abril de 2009

POLÊMICA




Uma coisa de que sinto muita falta é da boa polêmica. A polêmica construtiva e extremamente crítica!

Porque hoje em dia quem fala de polêmica são as revistas de fofoca, de mentalidade mediana que só se preocupam em vender matérias excessivamente imbecis, envolvendo questões medíocres.

Lembro de uma manchete, certa vez, falando de uma polêmica da cantora Ana Carolina. Disseram que ela iria gravar a canção Eu Gosto de Mulher, do Ultraje Rigor. Agora eu pergunto: que polêmica há nisso? Desde o começo estava na cara dela a sua preferência sexual. Ela apenas sublinhou isso ao gravar a canção. Isso, pra mim, não traz polêmica nenhuma. Polêmica é você abrir leques de opções para um debate mais amplo acerca de algum assunto, principalmente, de interesse social.

Outro exemplo são revistas denominarem sempre a Preta Gil (que se diz cantora) como polêmica. Que polêmica ela faz? Dizer que já participou de suruba e tal. Ah, tá... Nossa, como isso é super-interessante! rs Não vejo nada de mais e tão pouco acho relevante suscitar isso. Afinal, jamais queria estar na mesma suruba que a Preta Gil.

Polêmica mesmo era poder ouvir questões levantandas por Gilberto Gil e Caetano Veloso na fase fase tropicalista. Aquilo tinha um interesse grande.

Infelizmente, hoje em dia as pessoas ainda acreditam que as grandes polêmicas estão em programas como o BBB9. Então, estou perdido! Porque não tenho o mínimo interesse por programas como esse! Que pena que eles ainda existem!

Saudade do Provocações, de Abujamra. Programa feito com cérebro, estimulando outros a se exercitarem também.

Enfim... por hoje é só!

9 comentários:

Marilia disse...

Eu acho que CQC é um ótimo programa para estigar comentários e soluções, o que você acha?

RAUL FRANCO disse...

sim, adoro o CQC!

sinto falta desse tipo de humor mais ácido, mais crítico.

boa observação!

Michele disse...

É... cadê a POLÊMICA? Jim Morrison foi polêmico, John Lennon... Nossos queridos Caetano e Gil... Lembra daquela música "Pra não dizer que não falei das flores" de Geraldo Vandré (um tipo de hino de resistência à ditadura) dizendo pro povo FAZER E NÃO ESPERAR ACONTECER? Apelo social total e por que não: POLÊMICA.Dizem que os tempos mudam. Talvez esteja aí a explicação para o quê a mídia hoje em dia julga como: POLÊMICA (bem bbb9 como você mesmo disse). Mas sei lá, acho que as pessoas se sentem mais ofendidas com uma polêmica do que salvas por ela, pois te faz raciocinar de repente sobre um assunto que você nunca parou pra pensar. Esses dias não houve maior reboliço no assunto daqueles médicos que foram excomungados em Recife por causa do aborto legal de uma menina de NOVE ANOS (9 ANOS, MEU DEUS!) ESTUPRADA?! Tudo bem que futebol e religião não se descute, dizem... mas além da gravidez ser de alto risco, nós mulheres (assim como qualquer ser humano) não temos direito sobre nosso corpo? Não sou a favor de aborto não galera, desses que sempre aparecem nos telejornais, ou mesmo do abandono do tipo "Criança encontrada em saco de lixo..." e por aí vai... mas como levar adiante um feto produzido através de um ato hediondo? Sabe... e se esse feto cresce e vira estuprador também? E se essa menina morre? Uma vida de um jeito ou de outro foi interrompida... Mas acho mesmo que POLÊMICA só ofende quem é conservador demais!!! A gente precisa de Polêmica e de reflexão pra viver: é o tempero mesmo da vida!!!

RAUL FRANCO disse...

é isso aí, Michele!

vc disse tudo. e como vc mesma lembrou: o caso da menina de 9 anos estuprada. esse foi um assunto do nosso primeiro Sátira News - projeto que estou realizando com duas amigas atrizes. e fomos falar de um assunto desse porte. acho importante termos uma visão crítica a respeito da nossa realidade. e, através da comédia, podemos promover a reflexão sim. Molière fez isso em muitos dos seus textos, como Don Juan - que ajudou a refletir sobre a hipocrisia da sociedade.
fiz esse texto sobre Polêmica, porque isso tem a ver com uma nova fase do meu trabalho, com o Sátira News e o próprio OBSERVADOR - que já está dando o que falar.

Michele Malta disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Michele Malta disse...

Que bom que eu disse tudo.rs. Não consigo me expressar muito bem na maioria das vezes. E sabe, não sei se estou errada, se estiver me corrija! Uma das primeiras formas de comédia (pelo menos em Portugal)foram as cantigas de escárnio/maldizer, não é isso? Enfim, o que quero dizer é que elas já possuíam em sua característica não apenas o fazer rir, mas o refletir, o criticar... Atrevo-me a afirmar que a comédia é muito importante até hoje nesse sentido... Inclusive, gosto muito dos filmes desse gênero e até mesmo os comparo sabe com o quê? Com aqueles desenhos de antigamente - pica-pau, principalmente... Quando criança apenas via neles o que era pra ver; hoje algumas cenas me surpreendem porque o tempo todo estão querendo me dizer algo... De repente, coisas que acontecem até hoje!!!
Olha, sua nova fase, estou adorando!!! Estou sempre dando uma espiadinha (BBB... rss...) no blog. Pode até ser, que daqui alguns dias eu não concorde com algo, mas acho que aí é que é legal: saber que as discussões podem ser saudáveis também...

RAUL FRANCO disse...

olá, michele!!! vc por aqui? rsrsrs

olha, não sei te precisar essa informação de que "Uma das primeiras formas de comédia (pelo menos em Portugal)foram as cantigas de escárnio/maldizer". Sei da popularização da comédia através da Comedia del'art, na Itália. Mas deve ter alguma coisa presente na Idade Média, porque, se não me engano, já tem essa presença dos "cantos de escárnio e maldizer". Mas aí teria que estudar para te dizer. Legal você querer saber sobre isso e ter essa informação ligada a comédia.
E como sei que você agora vai passear pelo meu blog, vou ter que escrever sempre. rsrsrs E tô querendo fazer isso, pelo menos uma vez por semana.

Beijos e ótima noite!

RAUL FRANCO disse...

Ah, e esse é um bom espaço para debatermos. Não concorde comigo sempre, pelo-amor-de-Deus! rsrsrs

Discorde algumas vezes e vamos trocando essas figurinhas!

Michele Malta disse...

NA VERDADE MEU QUERIDO A MICHELE ALI DE CIMA TAMBÉM SOU EU... E DA POSTAGEM SOBRE GROTOWSKI TAMBÉM... rsss... DEPOIS QUE VI QUE EU ESTAVA POSTANDO SEM MEU SOBRENOME... com certeza vai ter que escrever sempre... assim como você: TÔ DE OLHO! rss...

beijos!!!!

MI